Notice: Undefined offset: 0 in E:\Inetpub\vhosts\giefarte.pt\httpdocs\inc\views\artist.php on line 11

,

Pedro Calapez

Biografia

Pedro Calapez nasceu em Lisboa (1953) onde vive e trabalha. Começou a participar em exposições nos anos 70, tendo realizado a sua primeira individual em 1982. O seu trabalho tem sido mostrado em diversas galerias e museus tanto em Portugal como no estrangeiro sendo de salientar as exposições individuais: Petit jardin et paysage, Capela Salpêtriére, Paris (1993); Memória involuntária, Museu do Chiado, Lisboa (1996); Campo de Sombras, Fundació Pilar i Joan Miró, Mallorca (1997); Madre Agua, Museo MEIAC, Badajoz e Centro Andaluz de Arte Contemporáneo, Sevilha (2002); Obras escolhidas, CAM- Fundação C. Gulbenkian, Lisboa (2004); piso zero, CGAC-Centro Galego de Arte Contemporáneo, Santiago de Compostela, Lugares de pintura, CAB-Centro de Arte Caja Burgos (2005); “Branca e neutra claridade", Casa da Cerca, Centro de Arte Contemporânea, Almada (2009); “Notas sobre um problema de método", CAV-Centro Artes Visuais, Coimbra(2009) Kickflip", Fundação PLMJ, Lisbon (2011). Nas diversas mostras colectivas destaca-se a sua participação nas Bienais de Veneza (1986) e S. Paulo (1987 e 1991) bem como nas exposições Tage Der Dunkelheit Und Des Lichts, Kunstmuseum Bonn (1999); EDP.ARTE, Serralves Museum, Porto (2001); “Del Zero al 2005. Perspectivas del arte en Portugal", Fundación Marcelino Botín, Santander (2005); Beaufort Inside-Outside, Trienal de Arte Contemporânea, PMMK Museum, Ostende (2006); “Mapas, cosmogonias e puntos de referencia", CGAC-Centro Galego de Arte Contemporânea, Santiago de Compostela (2007); “Serralves: A colecção", Museu de Serralves, Porto, (2009); “A culpa não é minha", Museu Berardo, Lisboa (2010). Recebeu, entre outros, o “Premio Nacional de Arte Gráfico", Real Academia de Bellas Artes, Madrid e o “Prémio AICA" (Associação Internacional Críticos de Arte -secção portuguesa).